Evites os vícios na hora de cantar

Corrigir vícios de canto

É chato ouvir alguém com vícios cantando, não é mesmo? Ao cantar, são repetidas as mesmas coisas e a pessoa não percebe, mas acaba atrapalhando os que estão ouvindo.

Mas, como corrigir?

Claro que pessoas bem treinadas e que estudaram da maneira correta desde o início com bons professores ou bom material, podem detectar facilmente se estão se inclinando para algum vício na hora de cantar.

Em resumo o fato é o seguinte, todos estão vulneráveis a adquirir um vício se não tomarem cuidado em seus estudos e enquanto cantam, mas como podemos fazer para que isso não seja problema para nós? É o assunto que iremos abordar!

Qual música ouvir?

Um dos principais fatores que determinam como cantamos, quais as nossas tendências e intenções ao cantar determinada música é aquilo que escutamos por mais tempo.

Não é ideal ouvir 10 Cd’s diferentes por dia mas, na medida do possível variar entre cantor, banda, quarteto e cantores de sexo masculino e feminino é interessante para não cantarmos de forma semelhante a um cantor específico e não herdarmos os seus vícios também.

É legal ouvir e extrair tudo de bom em um determinado cantor e estudar, revezando, outro cantor ou banda, para evitar se tornar um “cover” de cantor sem notar. Na música somos aquilo que ouvimos!

Como estudar música?

Estudar por estudar sem procurar informações de fontes confiáveis e seguras, poderá fazer com que tenhamos costumes errados, os chamados vícios de estudo, um vibrato descontrolado, exagero nas técnicas de ornamentação, aquela nota que você não sabe por que, mas você sempre a faz sem querer nas suas finalizações.

Estude com consciência e procure sempre examinar se o que você está estudando é o correto ou se como você está estudando é a melhor forma.

Como detectar e corrigir vícios de canto?

É muito importante fazer análise do que cantamos para saber se há vícios ainda não percebidos. Alguém próximo, ainda que leigo, pode auxiliar, detectando repetições que deixam a música chata e desinteressante para ouvir.

Para detectar possíveis vícios e também para que seja tratados cada um deles, serão listados abaixo alguns pontos que podem te ajudar, veja:

Gravar sempre

Um recurso pouco utilizado é fazer gravações de tudo o que se canta e estuda. Sempre após ou durante uma bateria de estudos, grave alguma música, pois isso ajudará perceber possíveis vícios e permitirá medir o desempenho e avanço nos estudos de canto.

Ao ouvir a gravação, é importante ser crítico mas cuidar para manter-se motivado, sabendo reconhecer pontos fortes. Erros serão encontrados, mas são oportunidades de melhoria da voz.

Cortar o mal pela raiz

Uma vez detectado o problema é hora de trabalhar para corrigi-lo. Se for, por exemplo, um vibrato em excesso, é ideal fazer exercícios de respiração e ser agressivo nos estudos de vibrato para não deixar sobrar nenhum vestígio deste vício.

Buscar coisas novas

Caso o vício seja o uso excessivo de técnicas de ornamentação (as famosas firulas na música) pode ser que esteja na hora de mudar de ares. Dar uma pausa nos estudos de técnicas de ornamentação vocal e começar a estudar respiração, dicção ou algumas coisas que precise melhorar.

Muitas vezes, por estudar demais um assunto, acabamos aplicando o que deveria ser apenas um exercício como uma ferramenta para cantar e isso é um erro.

Corrija enquanto é tempo

Muitas pessoas cantam desafinando a vida toda em uma igreja ou banda e para corrigir a afinação depois é praticamente impossível pois o que foi aprendido (erradamente) ficou impregnado na mente.

Fique atento aos vícios de canto que, todos nós, se não tomarmos cuidados, poderemos cair facilmente e ter dificuldade para se livrar depois.

1 Comentário

  1. Vitaliano
    8 de Fevereiro de 2016 em 09:48

    Faço parte do Grupo de Canto e Louvor “BETEL”, tento na medida do possível não colocar em destaque a minha voz ou meu tom; contudo, acompanho como 2ª voz, talvez próximo a um “baking vocal”, até porquê, não tenho a desenvoltura para tal e muito menos aula de aprendizagem.
    Enfim, canto e louvo mesmo é com o CORAÇÃO e ESPÍRITO.

Comente

Teu E-mail não será divulgado.