Felipe Valente Atrios

Desaprendi pra falar de amor
Já não discuto com meu coração
Se falo de amor, ponho teu nome em meus lábios
E o sentimento se traduz em sons, que eu aprendi aos poucos a falar
Se penso em amar, pulso teu nome em meus átrios
Teu nome em meus átrios
Se ganho tempo, ganho por você
Se perco tempo, perco ao te perder
Prefiro deixar a vida passar em teus braços
Teu nome corre em tanta profusão
Que quando encontra com meu coração
Me pego em pensar, se posso amar sem teu nome
Amar sem teu nome?

Desaprendi pra falar de amor
Já não discuto com meu coração
Se falo de amor, ponho teu nome em meus lábios
E o sentimento se traduz em sons, que eu aprendi aos poucos a falar
Se penso em amar, pulso teu nome em meus átrios
Teu nome em meus átrios
Se ganho tempo, ganho por você
Se perco tempo, perco ao te perder
Prefiro deixar a vida passar em teus braços
Teu nome corre em tanta profusão
Que quando encontra com meu coração
Me pego em pensar, se posso amar sem teu nome
Amar sem teu nome?

Desaprendi pra falar de amor
Já não discuto com meu coração
Se falo de amor, pulso teu nome em meus átrios

Envie nos grupos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top