Louvor e adoração, conheça as diferenças

Louvor e Adoração

Louvor e adoração, para nós cristãos, tem o mesmo alvo: Deus. Entretanto, na Bíblia, encontramos diferenças na causa, forma e conceito de Louvor e Adoração.

Em virtude de uma interpretação limitada da Bíblia, em algumas igrejas, o Louvor foi posto na condição de Ministério, somando-se à ele a Adoração, formando então Ministérios de Louvor e Adoração.

Tais ministérios atuam, na maioria das vezes, de forma independente e autônoma nas igrejas, o que diverge da interpretação correta da Bíblia.

Características de Louvor e Adoração

Louvor

É a consequência natural, um resultado do que vivemos, é “fruto de lábios que confessam o nome de Jesus” (Hebreus 13:15).

É a ação resultante de um contentamento, um livramento, uma resposta, uma intervenção divina.

Em Tiago 5:13 lemos “… está alguém contente? Cante louvores”. Portanto, podemos cantar pra se alegrar?

Naturalmente! Mas a finalidade bíblia e espiritual do louvor é “Cantar por já estar alegre”.

O louvor flui de dentro para fora e se o Senhor tem feito maravilhas a nós, então cantemos!

Caso não, arrumemos o altar para que não estejamos neste processo transitório: Tristeza > Louvor > Alegria > Fim do Efeito.

Reforçamos que uma pessoa triste pode ficar alegre ao cantar, e isso não é ruim, muito pelo contrário. Mas o louvor é uma alegria colocada para fora.

Os louvores contidos no livro de Salmos tem sempre uma causa, um fundamento, uma razão pela qual foram compostos.

Por já estar alegre Moisés cantou um resultado do livramento do Egito, Daniel cantou o resultado das revelações dos segredos.

Ana cantou o resultado de ter Samuel nos braços, Ezequias cantou o prolongar de seus dias na terra e tantos outros cantaram por outras tantas maravilhas.

Adoração

Ao contrário do louvor, a adoração não precisa de motivos! Não são necessários motivos para que Deus seja adorado.

Para os pais, o amor pelos filhos começa ainda no ventre, antes de os conhecerem, sem que tenham feito nada, simplesmente pelo fato de serem filhos.

Tem certa similaridade de nós para com Deus e, para o cristão O adora, precisa conhecê-lo, ter contato, comunhão e ligação com Ele.

Adoração não tem nenhuma fórmula para se conseguir, a não ser estar na
presença do pai, no lugar secreto em intima comunhão com Ele.

Adoração não é um fruto de estarmos no sentindo bem ou mal. É fruto de nós
conhecermos a Deus.

Adorar a Deus é reconhecer e confessar a sua glória, o seu poder, a sua majestade, a sua magnificência, não importando o que Ele faça ou deixe de fazer.

Na adoração nada se pede, nada se reivindica, nada se agradece. Apenas se exalta, se glorifica ao Senhor nosso, apenas se adora, e se alegra pela “simples” presença de Deus.

Significados diferentes entre louvor e adoração (Dicionário):
• Louvor -> elogio, exaltação, glorificação, aplauso, aprovação;
• Adoração -> amor extremo, excessivo; render culto a Deus.

Louva-se: Fisicamente: Salmos 145:21

Adora-se: Espiritualmente: João 4:23-24

Conheça e tenha comunhão com Deus para sempre O adorar e, em vindo as vitórias, Louve-O! Aqui estão alguns exemplos de louvores de adoração.

O que achou do artigo?

Comente

Teu E-mail não será divulgado.