Como fazer um medley de louvores

Saber como fazer um medley de louvores é algo fundamental para líderes de corais e grupos de louvor nas igrejas.

Ao escolher o repertório, muitos lançam mão do recurso, mas nem todos tem a exata noção do que é e de como fazer um medley musical.

Sabemos que o medley, na natação, é quando os atletas utilizam os 4  tipos de nado (costas, crawl, borboleta e peito).

O término de um tipo de nado e o começo do outro pode nos ajudar a entender um pouco mais da origem e do conceito do termo.

Origem do termo Medley

Acredita-se que o termo medley começou a ser utilizado no século 14, e alguns atribuem ao cantor Arthur Medley.

Segundo esta teoria, Arthur, já alcoolizado, esquecia a letra das canções que cantava num Pub de Wittersham e emendava em outra.

O fato é que o termo frequentemente utilizado para se referir a uma mistura, sortimento, miscelânea, especialmente de músicas.

E no que se refere aos louvores, a mistura não pode ser feita de qualquer jeito, sem observar alguns bons critérios para fazê-la.

Como fazer um medley corretamente

Como fazer um medley de louvores
Foto: Southwest Baptist University

Se o medley de louvores não tiver como um de seus objetivos, fixar um assunto nas mentes dos ouvintes, será apenas uma sequência aleatória de canções.

E, para não confundir (nem cansar) os ouvintes, aqui estão algumas sugestões do que deve ser levado em conta na hora de usar o recurso.

Evite pensar só nas preferências

Nossa mente precisa ser o “banco de dados” das letras e melodias que iremos utilizar e na maioria das vezes, só lembramos as canções preferidas.

Até aí tudo bem! O problema é quando forçamos um medley com a letra, a melodia e a tonalidade de um louvor, apenas por gostar dele.

Se o foco é só o nosso gosto, daremos pouca importância ao ouvinte.

Utilize uma sequência temática

Se incorrermos no equívoco anterior, podemos utilizar uma canção que não tem o mesmo tema das demais, e o ouvinte pode ficar confuso quanto ao objetivo.

O medley deve soar como um único louvor, não vários louvores “colados”.

Use, de preferência, a mesma tonalidade

Esse é um dos primeiros requisitos a serem observados na execução de um medley: a escolha de louvores com o mesmo tom.

Caso vá utilizar algum louvor que, originalmente, tenha outro tom, transcreva-o para o tom que será executado o medley.

Há casos em que a mudança de tonalidade não prejudica os arranjos, mas é bom escolher poucos louvores e que tenham o mesmo tom.

Um grande número de músicas mudando de tonalidade pode soar arrastado.

Cuidado com a mistura de ritmos

Os medleys podem ser compostos de louvores numa crescente de ritmos, mas é ideal que as transições sejam suaves.

Aceleração e desaceleração devem ser feitas com o máximo de entendimento do que vem a seguir. É preciso saber o que termina e o que começa!

O ligamento precisa ser natural, sem parecer que é um improviso, um remendo, ou algo sem sentido para os instrumentistas, cantores e ouvintes.

Saiba o que está cantando

Dizer que precisamos saber o que estamos cantando seria algo óbvio se não fosse algo raro para muitas pessoas.

O conteúdo dos louvores, em seus contextos, precisa ser conhecido, para que se possa entender como fazer a junção deles.

O que a congregação está a ouvir num medley?

Um louvor que fala do sacrifício, junto com outro que fala de adoração, seguido por outro que fala de salvação, e mais outro da volta de Jesus?

Como execução musical pode até ficar uma maravilha, mas como conteúdo cantado (que tem um foco de ensino), nem sempre.

Na minha concepção, um bom medley é aquele que parece ser um louvor só, de tão natural que são suas transições.

E já aconteceu com muitas pessoas, de ouvir hinos evangélicos e só após muito tempo ficarem sabendo que eram medleys.

Observações sobre medleys

Os medleys usam trechos. Tocar e cantar louvores completos em sequência é uma prática comum, para ganhar tempo, mas não é medley.

Há compositores e grupos que, em uma ocasião especial, fazem um medley com os louvores que marcaram a trajetória.

Nestes casos fogem um pouco da questão temática, mas entram no critério de serem louvores de um mesmo grupo/compositor.

Para exemplificar o que escrevemos neste artigo, te recomendamos assistir clipes de alguns louvores em medley.

Enviar nos grupos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Left Menu Icon
Louvor Real