Cem Ovelhas, a história de um hino mexicano

Cem ovelhas

Cem Ovelhas, a história de um hino mexicano composto por Juan Romero, um servo de Deus, professor de matemática, teólogo e pastor da Assembléia de Deus nos EUA, e apresentador de um programa semanal de rádio.

Hino: Cem Ovelhas
Compositor: Juan Romero
Ano: 1969

Juan Romero nasceu em Monterrey, no México, em 1929 e começou a seguir Jesus quando tinha 7 anos de idade. Com 40 anos de idade ele compôs a canção após uma situação em Lock, cidade do Texas.

Segundo Romero, na época congregava em sua igreja um cristão chamado Ricardo, que era bastante assíduo aos cultos, apesar de precisar caminhar bastante até à igreja.

O jovem Ricardo havia faltado aos cultos do domingo, pela manhã e a noite e o pastor achou estranho.

Cem Ovelhas - História de Hinos AntigosSua residência era numa chácara, fora da cidade. A estrada era sem pavimentação e o pastor Juan Romero e sua esposa decidiram visitá-lo, num dia que, para aumentar a dificuldade, chovia muito no chão de terra.

Por causa da enchente, não era possível retornar pela estrada, mas o pastor avistou a casa de Ricardo e decidiu ir até lá, com lama nas canelas.

O pastor bateu na porta e foi atendido pelo jovem Ricardo, que contou que havia sido ofendido por um amigo de infância e o agrediu com um pedaço de pau. Ricardo disse que não serviria mais à Deus.

Após ouvir a história, o pastor o recomendou pedir perdão à Deus, pois Ele o perdoaria. Ambos oraram e Ricardo sentiu ser restaurado.

Anos mais tarde, Juan Romero teve uma visão celestial, onde o jovem Ricardo estava cantando esta canção.

Tempos mais tarde o pastor foi surpreendido com a ligação de Ricardo, para o telefone da rádio. Ricardo disse que estava ouvindo a programação e queria agradecer ao pastor por ter ido atrás dele naquele dia.

Ricardo contou que agora se tornara pastor e passaria a ajudar no resgate de outras ovelhas também. Daí Romero entendeu o propósito de Deus com a canção “Vision Pastoral”, conhecida no Brasil como “Cem Ovelhas”.

Cem Ovelhas é um dos hinos antigos mais conhecidos em todo o mundo. No Brasil, a versão mais conhecida é cantada por Ozeias de Paula.

Cem Ovelhas – Letra e vídeo

Eram cem ovelhas, juntas no aprisco
Eram cem ovelhas, que amante cuidou
Porém numa tarde, ao contá-las todas
Lhe faltava uma, lhe faltava uma e triste chorou

As noventa e nove, deixou no aprisco
E pelas montanhas, a buscá-la foi
A encontrou gemendo, tremendo de frio
Curou suas feridas, pois logo em seus ombros e ao redil voltou

Essa mesma história, volta a repetir-se
Pois muitas ovelhas, perdidas estão
Mas ainda hoje, o pastor amado
Chora suas feridas, chora suas feridas
E quer te salvar

Esta é a história do hino “Cem Ovelhas”. Encontre outras histórias de hinos antigos logo abaixo.

3 Comentários

  1. Gercina Borges Margarida
    25 de maio de 2017 em 18:28

    Os louvores de Ozéias de Paula são maravilhosos, eu amo aprendi muitos ainda criança,comento com as minhas filhas e hoje ainda amo, amo,amo! Louvores antigos,falam muito mais aos nossos corações.

  2. Arimathea Barbosa
    22 de abril de 2017 em 12:53

    Muito bonita a história do hino, e não poderia ser diferente. Infelizmente a industria musical de hoje está mais preocupada com o lucro do que com a adoração e já não se faz hinos como antigamente, com raríssimas exceções.

  3. Vera Lucia Nascimento Vale
    19 de abril de 2017 em 21:33

    Eu amo demais esses hinos. Meus Pais me ensinaram. São verdadeiras bençãos de Deus.

Comente

Teu E-mail não será divulgado.